Wed. May 22nd, 2024

Bem simples de ser explicado, fullstack é um termo para descrever profissionais que trabalham tanto com front-end quanto com back-end. É um profissional mais completo e que normalmente tem mais experiência no desenvolvimento de sistemas web. Discutimos um pouco sobre as diferenças https://www.quora.com/profile/Yrtytrg entre o desenvolvimento front-end e back-end. Você pode optar por seguir um lado mais próximo da pessoa usuária, design de interfaces ou validações e regras de negócio. Para trabalhar com o front-end web, a pessoa programadora deverá dominar as três tecnologias.

No contexto atual, podemos mencionar, por exemplo, a computação em nuvem como uma das tecnologias que mais gerou demanda para profissionais web. A tecnologia de nuvem leva aplicações e sistemas para a internet, oferecendo-as como serviço a partir de um login, em vez de como um produto instalado em uma máquina. Assim, uma pessoa que começa a carreira desenvolvendo front-end ou back-end https://www.slideshare.net/wojis64155/ pode inclusive começar a se especializar em desenvolvimento para interfaces mobile. De qualquer forma, profissionais (principalmente as pessoas que respondem pelo front-end) devem dominar o aspecto da responsividade, visto que o uso de celulares é uma tendência cada vez mais comum. Como vimos, a pessoa desenvolvedora pode trabalhar especificamente com front-end ou com back-end.

O Papel das APIs nas Aplicações Web

As principais práticas de segurança de back-end incluem codificação segura, criptografia de dados confidenciais antes e depois da transmissão e sistemas seguros de autorização e autenticação. Em uma abordagem de computação distribuída, os desenvolvedores podem dividir as tarefas de back-end https://telegra.ph/curso-de-teste-de-software-04-04 em vários nós para que o back-end gerencie workloads intensivos em dados simultaneamente. Pense no front-end como o exterior de um carro e no back-end como todo o maquinário interno. Um carro bem projetado só funcionará perfeitamente se o maquinário interno funcionar do jeito certo.

Outro tópico importante são as desvantagens de cada uma das etapas do desenvolvimento. Para o Front-End, que cria interfaces, a principal delas é pensar em uma grande variedade de plataformas. Em ambos os casos, o domínio técnico sobre lógica de programação e ferramentas é imprescindível. Vale lembrar que um profissional deve ter ao menos noções básicas sobre área de estudo do outro, para que o trabalho flua com mais facilidade. Isso significa que quando você acessa um site ou página, por trás de cada um dos fatores visuais e ações que você vê, é necessário que haja um desenvolvimento no Back-End para que esses elementos funcionem.

O que faz um desenvolvedor back-end?

Cada uma possui vantagens e desvantagens em relação ao uso no desenvolvimento web, bem como no mercado de trabalho. Como o nome sugere, o desenvolvedor back-end trabalha na parte de “trás” da aplicação. Ele é o responsável, em termos gerais, pela implementação da regra de negócio.

  • É na faculdade que você entra em contato com as principais atribuições profissionais, além das técnicas, conceitos, metodologias, frameworks e linguagens de programação usadas pelos especialistas.
  • O Node.js utiliza o motor JavaScript do Chrome, chamado V8, e oferece um modelo de programação assíncrono e baseado em eventos.
  • Para isso, ele trabalhará ao lado de Web Designers, UI e UX Designers, além de outros membros da equipe de tecnologia.
  • Isso significa que quando você acessa um site ou página, por trás de cada um dos fatores visuais e ações que você vê, é necessário que haja um desenvolvimento no Back-End para que esses elementos funcionem.

O JavaScript é, hoje, uma das linguagens mais utilizadas no mercado por conta da sua enorme versatilidade. Por meio dela, os desenvolvedores podem criar animações ainda mais complexas do que com CSS e, além disso, é a linguagem utilizada por grande parte dos frameworks e bibliotecas do mercado. Ou seja, é como se pegássemos uma foto e a transformássemos em uma aplicação onde a pessoa usuária pode interagir e realizar a operação que precisa. O front-end é a parte do software que cuida do visual de um site e da interação do usuário com ele. Tudo que é design, usabilidade e experiência do usuário acontece no front-end. É chamado de “client side” porque se relaciona diretamente com o consumidor final.

Fluency e Awari estão oficialmente juntas e prometem transformar o panorama educacional e profissional, unindo cursos…

Para quem está acessando uma página, é tudo aquilo que ela vê e manipula — como recursos gráficos, elementos de uma interface e até mesmo parte da lógica de programação do site. Em uma aplicação web, este desenvolvedor, quando focado, não toca na parte visual da aplicação. Por lidar com a regra de negócio, as vezes um programador de sistemas, como de aplicações comerciais e até científicas, pode ser chamado de desenvolvedor back-end. E geralmente, nessas aplicações, este desenvolvedor trabalha um pouco com a parte visual. Por isso, para este artigo, o desenvolvedor back-end levado em conta, é o desenvolvedor de aplicações web. De forma geral, o desenvolvimento web trata da programação de códigos para construção de páginas na internet, como sites, blogs etc.

  • A área da tecnologia da informação aborda tantas linguagens e nomenclaturas que acaba sendo difícil compreender tudo.
  • Com a ajuda da GoDaddy, você pode ter seu próprio site sem ter nenhum conhecimento técnico de desenvolvimento web.
  • Em resumo, o front-end se concentra na experiência do usuário, já o back-end é responsável pela funcionalidade do sistema como um todo.
  • Seus principais objetivos de desenvolvimento são criar uma arquitetura confiável que execute as funções do aplicativo com precisão e eficiência.

By admin

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *